NOTÍCIAS
DO MERCADO
compartilhar este link
Britânicas anunciam fusão

11/06/2015 16:51:29
Pode ser Pepsi na NBA?

24/04/2015 16:52:15
H2Coco lança mix com café

17/04/2015 12:55:19
Starbucks aposta em delivery

24/03/2015 11:49:58
Imposto tira gás da FEMSA

16/12/2014 15:33:52
Vita Coco quer reinar na China

20/10/2014 18:19:05
MacTangerina no cardápio

02/10/2014 14:29:13
Exportações barradas

02/07/2014 11:44:03
Rótulos da discórdia

26/06/2014 11:19:54
De olho na dieta britânica

25/06/2014 11:19:54
Nova Coca-cola chega à Europa

11/06/2014 10:54:40
Ampliando mercado

23/05/2014 10:44:00
A batalha do açúcar

07/05/2014 18:07:00
Aguá pra inglês beber

06/05/2014 12:15:00
Salvação na embalagem

16/04/2014 12:11:00
O novo energético da Coca

04/04/2014 11:21:00
TV desligada

26/03/2014 15:21:00
Laranja fora da TV

18/03/2014 12:18:00
O futuro dos energéticos

13/03/2014 17:11:00
Pepsi em cápsulas

11/03/2014 13:35:00
Pepsi aposta no México

27/01/2014 13:47:00
De olho na caxinha

24/01/2014 16:43:00
Vendas não reagem nos EUA

19/12/2013 17:12:00
Dubai sem sede

18/10/2013 12:00:00
Mapa do varejo

23/09/2013 14:48:00
Suco tenta reagir nos EUA

17/09/2013 14:02:00
Suco aposta na TV

12/09/2013 12:29:00
Laranjas da África

09/09/2013 15:01:00
Monster quer entrar na Índia

15/08/2013 16:34:00
Frutas perdem espaço

25/07/2013 11:57:00
Tropicana de cara nova

14/06/2013 10:29:00
Nova York contra os sucos

04/06/2013 12:23:00
Purity mostra suas armas

06/05/2013 12:20:00
Portas abertas para a Turquia

26/04/2013 10:39:00
Investimentos à francesa

24/04/2013 11:48:00
Xenergy vai a luta

23/04/2013 12:31:00
Maçã no vermelho

23/04/2013 11:41:00
Surge mais uma gigante

22/04/2013 14:54:00
O que a Arábia quer beber

15/04/2013 16:44:00
Lucros monstruosos

12/04/2013 15:25:00
De roupa nova

25/03/2013 13:00:00
Água no refrigerante

18/03/2013 12:31:00
As bolhas da Honest Tea

13/03/2013 11:49:00
Monster made in Japan

31/01/2013 12:39:00
Sinal verde do CADE

04/01/2013 10:42:00
Suco a francesa

08/11/2012 09:28:00
Dólar alto pressiona suco

18/10/2012 17:02:00
Furacão não veio

27/08/2012 12:07:00
Relatório do Bradesco indica recuperação no consumo global de suco de laranja

Relatório econômico produzido pelo Bradesco aponta que retomada nas economias de países desenvolvidos devem levar o consumo global de suco de laranja a registrar um avanço nos próximos anos

O consumo global de suco de laranja deve iniciar uma tendência de recuperação nos próximos anos. Esse é o cenário apontado por um relatório econômico sobre a cadeia citrícola produzido pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do banco Bradesco. De acordo com o estudo, a retomada nas economias desenvolvidas deve abrir espaço para uma recuperação nas taxas de consumo da bebida, ainda que de forma moderada. "Importante ressaltar que a retomada do consumo se dará de forma gradual e ainda não aponta recuperação aos níveis pré-crise de 2008", diz o relatório.

Para traçar esse cenário, o relatório leva em conta projeções do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês), que indicam que o consumo mundial na safra 2012/13 deverá crescer 4%. Além disso, o relatório leva em conta a queda de produção dos pomares de São Paulo e da Flórida, afetados pela doença do greening e por questões climáticas, o que deve provocar uma redução nos estoques. "De fato, para 2014 a CitrusBr estima recuo dos estoques nacionais, como reflexo da retração do volume produzido, ao passo que as exportações deverão se manter estabilizadas. Assim a expectativa é de que o estoque caia para 477 mil toneladas, o equivalente a 22 semanas de consumo".

A análise indica ainda que o avanço moderado na demanda por suco de laranja deve ser puxado pelos mercados consolidados, Europa, EUA e Japão, como efeito da retomada da atividade econômica nestes países. "Nos países emergentes, o consumo continuará se expandindo a taxas mais expressivas, no entanto, é importante pontuar que o driver de expansão do consumo ainda continuará sendo os países desenvolvidos, que respondem por 80% do consumo global. Dado que o consumo dos emergentes ainda tem representatividade pequena, não deveremos esperar saltos no consumo global".

O estudo avalia que o consumo de suco de laranja concentrado nos países emergentes caiu 20%  desde a crise de 2008, enquanto que nos países emergentes o consumo avançou 35%, passando de 10% para 15% sua participação no consumo global entre 2008 e 2013. "Mas ainda assim, não foi suficiente para compensar a perda dos desenvolvidos, levando o consumo global a uma queda de 15% de 2008 para cá", diz a análise.

 

Fonte: Bradesco