NOTÍCIAS
compartilhar este link
Marketing de US$ 5 milhões

07/07/2020 10:01:25
Tarifa abre disputa na Espanha

26/06/2020 10:10:33
Greening assusta Califórnia

11/02/2020 10:36:02
Bem vindo, suco de laranja

10/02/2020 10:54:48
Limão azedo na Argentina

29/01/2020 14:41:02
Notícias pelo mundo

13/12/2019 16:40:13
Notícias pelo mundo

06/12/2019 16:45:44
Notícias pelo mundo

29/11/2019 16:49:04
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
12/03/2020
Nielsen indica oportunidades para os citros na Austrália

Fresh Plaza - 12/03/2020 - Levantamento de dados sobre os hábitos de consumo de 10 mil famílias australianas apontou caminhos como maior uso de canais online para ampliar vendas

Um levantamento da consultoria Nielsen para o mercado australiano identificou boas oportunidades para 
o comércio de citros naquele país. Segundo Chanel Day, diretora de análises da Nielsen, a indústria 
cítrica australiana poderia ganhar US $ 149 milhões por ano se os clientes adicionassem mais um tipo 
de citrus às suas compras regulares.

Utilizando informações da Nielsen Homescan - um painel de 10.000 famílias que registram suas vendas 
de supermercado - Chanel concluiu que metade dos compradores australianos compram apenas um ou dois 
tipos de frutas cítricas, portanto, agregar valor à categoria significa expandir sua gama de cítricos.

O recrutamento de novos compradores deve ser uma prioridade para promover o crescimento e essa foi 
uma estratégia comprovada, disse Chanel. “É a lei do duplo risco - quanto mais famílias compram seu 
produto, mais frequentemente elas também o comprarão.” 
 
As compras online são outra oportunidade de expansão, com o canal de varejo crescendo sete vezes a 
taxa de todo o mercado de supermercados – 35,8% comparado a 5% - até o final do ano passado. Em 
janeiro, as vendas online de frutas representavam apenas 3,4% do valor total das vendas de frutas 
na Austrália, ante 2,4% no ano anterior. As famílias representavam 61% do total de vendas online 
de frutas na Austrália, ante 52% no ano anterior. “Portanto, qualquer estratégia de vendas ou 
marketing que você desenvolver realmente precisa considerar esse canal”, disse Chanel. “É 
realmente importante alcançar o maior número possível de compradores, o mais consistente possível”.