NOTÍCIAS
compartilhar este link
Notícias pelo mundo

13/12/2019 16:40:13
Notícias pelo mundo

06/12/2019 16:45:44
Notícias pelo mundo

29/11/2019 16:49:04
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
02/12/2019
Exportações egípcias de laranja para a UE triplicam

Fresh Plaza - 02/12/2019 - Nos últimos dez anos s volumes de exportações de laranjas egípcias triplicaram, enquanto as exportações espanholas diminuíram de volume


Segundo dados do serviço estatístico Euroestacom (Icex-Eurostat) correspondente ao período entre 1 de setembro e 31 de agosto de cada campanha, as exportações egípcias de laranja para a União Europeia quase triplicaram nas dez últimas campanhas, enquanto as exportações espanholas de laranja diminuíram de volume.

As vendas de laranja do Egito para a União Europeia passaram de 244,88 milhões de quilos na campanha 2009/2010 para 607,86 milhões de quilos na campanha 2018/2019, enquanto as exportações espanholas de laranja para a União Europeia caíram ligeiramente de 2.271,03 milhões de quilos na campanha 2009/2010 para 2.136,65 milhões de quilos em 2018/2019.

Enquanto isso, a Espanha mantém liderança absoluta como fornecedor de laranja no território comunitário, vendendo 1.528,79 milhões de quilos a mais que o segundo fornecedor, que é o Egito, e 1.533,39 milhões de quilos a mais que a África do Sul, que ocupa o terceiro lugar.

Fornecedores

Na última campanha, cerca de 40,99% das laranjas da União Europeia vieram da Espanha, 11,66% do Egito e 11,57% da África do Sul. A Espanha, que é considerada um dos maiores fornecedores mundiais de laranja para a União Europeia, vendeu 2.136,65 milhões de quilos no território europeu.

O Egito, considerado o segundo maior fornecedor de laranjas para a UE, vendeu 607,86 milhões de quilos de laranja para a UE por 285,06 milhões de euros.

Já o terceiro maior fornecedor de laranja para a União Europeia em volume foi a África do Sul, com cerca de 603,26 milhões de quilos no valor de 429,32 milhões de euros.

Seguida da Holanda, que fornece à União Europeia importações de outros países, com 360,68 milhões de quilos, cerca de 269,58 milhões de euros.

A Alemanha ficou em quinto lugar na campanha 2018/2019, com um volume de 281,42 milhões de quilos no valor de 235,54 milhões de euros.

E o Marrocos ficou em oitavo lugar com 160,07 milhões de quilos no valor de 92,57 milhões de euros, enquanto a Turquia ficou em décimo quarto com 34,6 milhões de quilos, cerca de 19,33 milhões de euros.