NOTÍCIAS
compartilhar este link
Notícias pelo mundo

13/12/2019 16:40:13
Notícias pelo mundo

06/12/2019 16:45:44
Notícias pelo mundo

29/11/2019 16:49:04
Clima favorece pomares

08/02/2019 11:36:47
Greening perto de zero

21/05/2018 11:12:28
NOTA: CitrusBR e o Consecitrus

22/09/2017 16:11:36
O HLB é a bola da vez

17/02/2017 11:31:41
26/02/2019
Estoques devem cair 41%, prevê CitrusBR

Valor Econômico - 26/02/2019 - A tendência de queda é influenciada pela diminuição das projeções para a safra de laranja


Os estoques de suco de laranja brasileiro distribuídos pela rede logística das três maiores empresas exportadoras (Citrosuco, Cutrale e Louis Dreyfus Company ) no país e no exterior deverão somar 200,6 mil toneladas equivalentes ao produto congelado e concentrado (FCOJ) no dia 30 de junho, quando terminará a safra (2018/19).

Se confirmada a estimativa da CitrusBR, entidade que representa as indústrias de suco, o volume será 41,5% menor que o observado no fim de junho do ano passado (343 mil toneladas) e o patamar será o segundo mais baixo desta década. O tombo já era esperado, tendo em vista que o volume registrado no fim de 2018 (601,9 mil toneladas), no meio da temporada, também foi o segundo menor para meses de dezembro dos últimos anos.

Segundo a CitrusBR, a tendência de queda é influenciada pela diminuição das projeções para a safra de laranja em curso no cinturão formado por São Paulo e Minas Gerais, onde as empresas se abastecem de matéria-prima, e pela piora do rendimento industrial em razão das características da colheita. A produção de suco de 2018/19 já foi concluída. Ficou  em 873,8 mil toneladas de FCOJ equivalente, 8,9% menos que o projetado em agosto, no início da temporada.

“O rendimento está associado ao clima, principalmente ao regime de chuvas. E isso impacta no custo de produção de suco, porque as indústrias precisam de uma quantidade maior de fruta para a produção de uma tonelada de suco”, diz Ibiapaba Netto, diretor-executivo da CitrusBR, em nota.

A entidade calcula um rendimento industrial médio da ordem de 270,83 caixas de 40,8 quilos de laranja por tonelada de FCOJ no ciclo 2018/19 no cinturão formado por pomares paulistas e mineiros em 2018/19. E estima o processamento total de laranja no cinturão em 236,7 milhões de caixas de 40,8 quilos — 215 milhões das quais realizado por suas três companhias associadas, cujo rendimento médio chega a 269,44 caixas de laranja por tonelada de suco.